Enquanto a Procuradoria da República no Maranhão analisa o pedido de intervenção federal no sistema de segurança do Estado, de autoria da deputada Andrea Murad, do PRP, a parlamentar criticou o secretário Jefferson Portela por não prestar esclarecimentos a todos os membros do Poder Legislativo. Ontem, o secretário de segurança e o comandante da PMMA estiveram em reunião às portas fechadas com o presidente da Assembleia Legislativa e deputados governistas.

“Ele não deve explicações ao presidente  da Assembleia, ele deve ao povo e aos deputados da oposição que ele mandou espionar e monitorar. Tem que vir ao plenário, mostrar a cara e ser inquirido pelos deputados, em sessão pública, não só para este caso mas também para se explicar em relação a delação forçada que ele obrigou um soldado fazer para incriminar o deputado Cutrim de quem é inimigo. Por isso a CPI é importante. Não aceitaremos justificativas em gabinetes fechados”, disse Andrea Murad.

A deputada protocolou o pedido ontem (23), direcionado à Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, e que já está em análise, para que o governo federal intervenha no Maranhão por causa da grave denúncia de uso da estrutura policial para monitorar lideranças de oposição ao governador Flávio Dino, pré-candidato pelo PCdoB. Para a deputada, as eleições livres e de forma democrática, como rege a constituição, estão comprometidas com o uso da máquina pública em favor de um único partido ou candidato.

“Pedi providências urgentes e inadiáveis contra o governador Flávio Dino diante desses fatos estarrecedores, em que documentos internos da Polícia Militar revelaram a existência de uma operação com vistas a utilizar a força policial armada para espionar, constranger e reprimir os líderes de oposição ao governador, que pudessem lhe causar embaraços eleitorais. É o que diz o documento, então, a meu ver, operação esta a mando do governador Flávio Dino, orquestrada pelo secretário Jefferson Portela e obedecida, prestes a ser executada, pela PMMA”, destacou Andrea.

murad

Leave a Comment