A mesa diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão indeferiu o pedido da deputada Andrea Murad que cobrava explicações sobre o trabalho de Symone Pacheco, esposa do secretário de estado de saúde, na SES. Há uma semana, a parlamentar havia protocolado requerimento pedindo informações sobre cargo, o salário e as atividades exercidas pela esposa de Marcos Pacheco. Nesta segunda-feira (26), a mesa indeferiu o pedido e o assunto voltou a ser questionado pela deputada Andrea Murad.

“Eu confesso que estou perplexa com o indeferimento do meu pedido de informações sobre o que faz Symone Pacheco na Secretaria de Saúde. A mulher do secretário é quem anda mandando no órgão. E só quero saber qual é o cargo dela, a função dela na Secretaria, o que ela faz, por onde ela recebe, quero somente informações. Então não vou colocar o Plenário desta Casa em uma situação ruim, porque a maioria dos deputados é da base do governo, mas tenho certeza de que os deputados desta Casa também querem saber o que Symone Pacheco faz na Secretaria de Saúde”, discursou Andrea Murad.

Andrea Murad anunciou que entrará com pedido de informação direto na Secretaria de Estado da Saúde, de onde aguardará respostas sobre a atuação da esposa do secretário. Em seu discurso hoje, a deputada voltou a criticar a gestão de Flávio Dino na saúde do Maranhão.

“Vou poupar os meus colegas desse constrangimento e encaminhar o pedido de informações para o próprio secretário Marcos Pacheco e vamos ver o que ele vai responder sobre o que a mulher dele faz na SES. O fato é que esse governo virou uma esculhambação. É mulher de secretário mandando, daqui a pouco vai ser o primo dele, daqui a pouco o sobrinho, é um negócio familiar. E Flávio Dino deixa tudo como está, porque não está nem aí para a Saúde, não está nem aí para o Maranhão, não está nem aí para o povo. A Saúde está um caos, o secretário Marcos Pacheco não sabe nem para que rumo a Saúde vai, a mulher dele, creio eu, menos ainda”, criticou Andrea Murad.

murad

Leave a Comment