Andrea Murad continuará visitas às unidades após recesso parlamentar

A deputada Andrea Murad (PMDB) denunciou hoje uma série de reclamações de pacientes da maternidade Marly Sarney em São Luís e de funcionários do hospital Nina Rodrigues. Sobre a maternidade, a parlamentar relatou as denúncias do esposo de uma paciente como a falta de água na unidade, leitos sem berço e banho frio para o bebê.

“A UTI está improvisada no hospital, o centro cirúrgico está um caos, o pai não conseguiu assistir ao parto, o que é previsto em lei, por causa da falta de material. O bebê foi encontrado cheio de fezes até no nariz sufocando a criança. Tudo isso é falta de quê? No meu ponto de vista, é falta de gestão. Isso demonstra o quê? A incompetência do governo. Então acho que nós temos que fazer uma investigação muito ampla na área da saúde. Outra gravidade são mais de 500 funcionários do Hospital Nina Rodrigues sem receber salário desde junho. Além disso, um dos funcionários me relatou que presos estão sendo transferidos para o hospital Nina Rodrigues sem qualquer documentação de encaminhamento”, discursou Andrea Murad.

A parlamentar cobrou da Comissão de Saúde a visita dos parlamentares nas unidades para cobrar do governo mais qualidade no atendimento aos pacientes. Em seu discurso, ela ressaltou a necessidade de investigar as denúncias que chegam ao parlamento e disse ainda que continuará visitando as unidades independente da Comissão de Saúde.

“Esse direito é legítimo de querer investigar. Por que não investigar o que está acontecendo hoje? Por que não me acompanhar em hospitais e outras unidades do Estado que não estão funcionando? Quer dizer que esta Assembleia só serve para servir o governo e não serve para servir o povo. Precisamos ter autonomia. Acharam um crime eu ir visitar uma unidade de saúde, pois a partir de agosto eu vou continuar visitando várias unidades de saúde e se não permitirem a minha entrada, eu entro com um mandado de segurança. Já que a comissão não serve para fiscalizar nada, só aquilo que tem interesse, assim como esta Assembleia, nós vamos começar a olhar mais na frente, vamos começar a olhar de um a um”, disse a deputada.

murad

Leave a Comment