A deputada estadual Andrea Murad protocolou nesta quarta-feira (18) uma representação denunciando o governador Flávio Dino no envolvimento do esquema de desvios de recursos da saúde, revelado por Mariano de Castro Silva. A denúncia foi direcionada à Procuradoria Geral da República.
 
“Entrei com uma representação na Procuradoria Geral da República, para a procuradora geral Raquel Dodge, em Brasília, contra o governador Flávio Dino para que ele seja investigado e seja apurada a sua responsabilidade como chefe do esquema de desvios na SES que resultou no suicídio do médico. Esse caso do Mariano, foram fatos gravíssimos, ele deixou claro que o governador faz parte desse esquema como figura maior. Não podemos restringir esse escândalo em torno dos funcionários apenas da saúde. Não foram atos isolados e a carta de Mariano demonstra isso claramente. A carta cita Flávio Dino, Carlos Lula e sua esposa, a carta cita Marcos Pacheco e cita Karla Trindade, a adjunta e militante do PCdoB”, disse a deputada.
 
Na Representação, a deputada narra os acontecimentos dos últimos dias, em decorrência da publicação das cartas de Mariano, que culminaram na morte do ex-assessor do governo, e apontado pela Polícia Federal, na Operação Pegadores, como o operador do esquema de desvios na saúde. 
 
“Como Vossa Excelência pode perceber o caso é muito sério, envolve diretamente um governador de Estado (que tem foro no STJ), há provas e indícios de organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro, afora outros ilícitos que estão ocultos na gigantesca engrenagem criminosa que o representado-governador montou no Maranhão. É urgente que Vossa Excelência adote as medidas cabíveis e necessárias para fazer cessar os ilícitos e, para tanto, requer que seja pedida a abertura de inquérito junto ao STJ ou abertura de procedimento para ensejar rápida e eficaz apuração de todos os fatos e pessoas mencionadas nos documentos (relatório e carta) produzidos por Mariano de Castro Silva”, cita a representação. 
 
A parlamentar fez a leitura completa da Representação para registro nos anais da Assembleia Legislativa e discorreu sobre o caos em que se encontra a Saúde Pública no Maranhão, fruto da má gestão do governador Flávio Dino e reflexo das irregularidades e desvios denunciados na carta de Mariano, divulgada pela imprensa.
 
“É por isso a péssima prestação de serviços nas unidades do estado.  Demonstrando uma completa desorganização, má gestão da saúde pública. Sistema capenga, irregular, hospitais com falta de materiais, falta de medicamentos, médicos com salários atrasados, enfermeiros sem receber o salário da convenção coletiva de trabalho. Empregados sem décimo terceiro, sem direito a férias, com todos os direitos trabalhistas e constitucionais desrespeitados. É retirado o pouco que os trabalhadores já têm para outras finalidades. E tira dos médicos, dos enfermeiros, dos medicamentos, dos serviços dos pacientes. E esse caos que está na saúde é reflexo de todos esses acontecimentos que ocorrem na gestão de Flávio Dino, de 2015 pra cá. Hoje a saúde estadual no maranhão está completamente falida”, discursou Andrea.
 WhatsApp Image 2018-04-18 at 16.52.11

murad

Leave a Comment